sábado, 18 de outubro de 2014

A Casa Vazia (Sir Arthur Conan Doyle)


Este livro traz 13 contos. É narrado pelo fiel companheiro de Sherlock, Watson que expõe suas opiniões e seus pensamentos sobre cada caso, e mostra a genialidade de Holmes a resolver casos que parecem insolucionáveis. O livro é narrado em primeira pessoa, e mostra os pensamentos e opiniões de Watson. O seu amigo, Sherlock é misterioso, muito observador e inteligente e consegue realizar com sucesso os enigmas que estão em suas mãos. 

Como o próprio nome do livro sugere o primeiro conto que chama ‘’A casa vazia’’ele conta a volta de Sherlock Holmes já que o autor tinha assassinado o personagem, o professor Moriarty, em um livro anterior, no conto ‘’O problema final’’, mas de forma bem inteligente, Sherlock não morreu e esteve escondido durante os anos que foram dados como morto. O motivo para a volta do personagem foi o pedido e a pressão de vários fãs em cima do autor decorrente da morte do mesmo. 

Arthur Conan Doyle não suportou a pressão dos leitores. Teve de ressuscitar Sherlock Holmes, o maior detetive de todos os tempos, depois de contar sua morte na cena famosa em que desaparece nas cataratas de Reichenbach, na Suíça, junto com seu maior inimigo, o professor Moriarty. O detetive escapa por milagre e reaparece em Londres de forma surpreendente, três anos mais tarde. Com a colaboração do fiel Watson, Sherlock Holmes volta a usar sua inteligência analítica na neblina densa da capital inglesa, desvendando os mistérios mais complexos no combate incansável às tramas dos criminosos. 

******

Sherlock Holmes e seu inseparável amigo, Watson, estão nas Cataratas de Reichenbach, Suíça, atrás do Professor Moriarty, um gênio que comanda quase todos os crimes de Londres. Moriarty os surpreende e começa então, uma luta com Holmes, porém acabam os dois caindo do penhasco e seus corpos se perdendo nas águas. 

Alguns anos depois, Watson ainda é chamado para ajudar a solucionar casos, já que conviveu tanto tempo com Holmes, porém nunca foi tão observador e perspicaz quanto o amigo. Dessa vez ele é chamado para investigar o caso de um homem que foi morto em seu escritório, o qual estava trancado por dentro. 

Sherlock Holmes está de volta! Durante três anos, Watson acreditou que seu melhor amigo estivesse morto e, para manter a memória de Holmes, procurou ajudar a polícia a resolver casos, mas não tinha o talento do conhecido detetive. O estranho assassinato do aristocrata deixa Watson perplexo. Mal sabia ele que contaria com a ajuda do amigo Sherlock Holmes, que reaparece para resolver o caso. 

A volta de Sherlock Holmes traz quatro aventuras que o próprio Conan Doyle considerou as melhores que escreveu: A casa vazia, Os dançarinos, A Escola do Priorado e A segunda mancha. 

O livro ainda conta com outros contos: 

A Casa Vazia: Neste caso Holmes usa ao máximo de sua observação e sua inteligência, usa os personagens envolvidos no caso para descobrir a solução, não se deixa levar pela opinião dos outros. Um caso perfeito. 

A Escola do Priorado: Sherlock mais uma vez mostra a sua inteligência e sua mente fotográfica neste caso, onde um garoto e um professor desaparecem, a conclusão que todos tem seria de o professor ter raptado a criança, mas Holmes prova o que realmente aconteceu.

Os Dançarinos: Um dos contos mais simples de Sherlock, mas esta simplicidade torna o caso mais interessante e sábio, onde Holmes tem que decifrar uma mensagem em formato de dançarinos, decifrando a mensagem o assassino é descoberto. 

O Ciclista Solitário: Sherlock Holmes sempre perfeito? Não ele também se equivoca, e este caso é a prova disso, onde ele tenta usar a lógica, mas vê que não há lógica.