terça-feira, 30 de junho de 2015

Crepúsculo, Lua Nova, Eclipse, Amanhecer (Stephenie Meyer)

Crepúsculo 

Isabella Swan, 17 anos, nunca havia vivido grandes emoções em sua vida. Sendo uma jovem extremamente responsável, tímida e introspectiva, decide mudar-se da calorosa cidade de Phoenix, no Arizona, para a chuvosa Forks, uma pequena cidade no interior de Washington, depois que sua mãe decide casar-se novamente. É ali que Bella irá morar com seu pai, Charlie, e é em sua nova escola que conhece os Cullen, cinco intrigantes jovens de uma beleza desumana. É neste mistério que caracteriza a família, que Bella se vê atraída pelo misterioso Edward Cullen, jovem pálido e de cabelos cor de bronze que mostrará um novo universo a Bella, transformando completamente o rumo da sua vida. Edward trata-se de um vampiro, que acaba por se apaixonar por Bella enquanto controla e resiste a um dos seus maiores desejos - provar o sangue de Bella que, segundo ele, exala o odor mais atrativo que já sentiu. No entanto, ao contrário dos outros vampiros, os Cullen optam por só se alimentar de sangue animal. Edward vem de uma família de vampiros que se diz "vegetariana" por não ingerir sangue de pessoas, mas apenas de animais. 

É então que James, um vampiro obcecado por caçadas - que, juntamente com o seu grupo composto por ele, Victoria e Laurent foi o culpado de inexplicáveis homicídios -, se determina a matar Bella, uma vez que não resiste ao cheiro do seu sangue. Ela despede-se de Charlie e vai para Phoenix - tudo muito cuidadosamente para não serem rastreados por James. 

Bella vai com Alice e Jasper para Phoenix, enquanto Rosalie e Esme ficam para despistar Victoria (a vampira que acompanhava James) e Carlisle, Emmett e Edward vão atrás deste, para tentar matá-lo. Enquanto Bella está em Phoenix, Alice tem uma visão com a casa da mãe de Bella e o estúdio de balé onde Bella tinha aulas com 7/8 anos. Bella, sem que eles percebam, recebe um telefonema que a faz pensar que o inimigo capturou a sua mãe, e isso faz com que ela fuja para ir ao encontro de James. A fuga acontece no aeroporto, enquanto Bella, Alice e Jasper esperam por Edward e Carlisle. Ela vai ao encontro de James. James, que por sua vez não havia capturado a mãe de Bella, a tortura e por pouco não a mata. James a morde, mas Edward aparece para salvar Bella. Enquanto Edward trava uma luta mortal com James, Bella fica inconsciente e começa a se transformar em vampira. Quando ela acorda, está no hospital e Edward conta que teve que sugar o veneno de seu sangue, e que se fosse um pouco mais tarde agora ela seria um deles. Porém, Bella deseja tornar-se uma vampira para viver a eternidade com Edward, mas ele se recusa a transformá-la. 

Lua Nova 

É 13 de Setembro, um dos dias mais temidos por Bella, por ser seu aniversário. Ela detesta este dia porque completa 18 anos e será sempre mais velha que Edward. Contra a sua vontade, Alice Cullen prepara uma festa surpresa. Ao abrir um presente, Bella corta-se acidentalmente com o papel e Jasper, o vampiro com mais dificuldade em se conter ao cheiro de sangue, não consegue evitar e tenta atacá-la. É por esse motivo que Edward e sua família vão embora de Forks; ele teme que esteja colocando a vida dela em perigo. Bella entra em uma depressão profunda por vários meses depois que ele parte, até que ela desenvolve uma forte amizade com Jacob Black, que mais tarde se revela um lobisomem. Jacob e os outros lobisomens de sua vila devem protegê-la de Victoria, uma vampira má que pretende se vingar de Edward matando Bella, por ele ter acabado com James. 

Com os acontecimentos, descobre que quando está em perigo, ou quando sente adrenalina, escuta a voz de Edward, que ela julga ser uma alucinação, falando dentro de sua cabeça. Para nunca esquecer a voz dele, envolve-se em perigosas atividades, como pilotar motos. Procurando pelo perigo, Bella se atira de um penhasco e quase se afoga no mar, mas é salva por Jacob. Alice vê Bella atirar-se do penhasco e Edward pensa que Bella está realmente morta. Desesperado, ele decide então acabar com sua existência, apelando para os Volturi, um grupo que representa espécie de "realeza" entre os vampiros e aplica "leis" para manter sua espécie em segredo. Ele vai à Volterra, Itália, procurando pelos Volturi, mas Bella o detém. 

Eles se encontram com os Volturi antes de retornarem para Forks e Aro, seu líder, demonstra um interesse especial em Bella por ter sua alma impenetrável e, considerando que seu conhecimento sobre os vampiros pode colocar sua espécie em perigo, exige que ela seja morta ou transformada em vampira também. 

Eclipse 

Em Eclipse, Bella se vê em uma decisão um tanto difícil: escolher seu amigo e lobo Jacob Black ou seu namorado-vampiro Edward Cullen para passar o resto de sua vida. Ambos estão em constantes discussões, por causa de Bella ou porque os vampiros e os lobos são inimigos mortais desde sempre.

Estranhas mortes acontecem em Seattle, uma cidade perto de Forks, e os Cullen acreditam ser causadas por um exército de vampiros "recém-criados". Edward Cullen está mais alerta que nunca com relação à segurança de Isabella Swan. Enquanto os Cullen vêem este problema como uma desculpa para receberem uma visita dos Volturi, Bella preocupa-se mais em escolher entre a sua amizade com Jacob Black (permanecendo humana, mas entregue ao castigo dos Volturi por ser a única humana a saber sobre a existência de vampiros) e o amor que sente por Edward (sendo transformada numa vampira). Sabe que se fosse transformada iria originar uma batalha entre lobisomens e vampiros, já que os Cullen haviam se comprometido com eles a não morder nenhum ser humano, pondo a sua nova família e os seus antigos amigos em risco. 

Bella desconfia de que Victoria é a criadora dos novos-vampiros e, posteriormente, descobre que estava certa. Edward pede Bella em casamento, e Bella aceita. O próprio Edward acha que não merece Bella, mas no fim Bella escolhe ele e, com apenas 18 anos, fica noiva no fim do livro. Uma batalha para proteger a adolescente começa. Os lobisomens aliam-se aos Cullen e Victoria é morta. Os Volturi aparecem e Carlisle garante para eles que a transformação de Bella em uma vampira aconteceria em breve. 

Amanhecer 

Bella e Edward se casam e passam a lua-de-mel em uma ilha do Atlântico, próxima ao Rio de Janeiro, mas eles voltam repentinamente, pois Bella descobre que está grávida. Edward tem medo de que a criatura mate Bella, e não quer que o bebê nasça. Ela, no entanto, quer ter o filho. Então pede ajuda a Rosalie e ela cuida para que ninguém ousa abortar o bebê de Bella durante a gravidez. O bebê representa uma "ameaça" para os Lobisomens, pois não sabem que criatura irá nascer e que tipo de perigo representa. A alcateia planeja destruí-la antes que ela nasça, e consequentemente, Bella morra. Jacob não aceita isso e fica contra a alcateia. O bebê acaba por machucar Bella apenas por se mexer, a medida que a gestação avança, e logo os Cullen descobrem que devem alimentar Bella com sangue para que a criança se alimente e não a mate, e ela segue a instrução. A gestação dura pouquíssimo tempo, a criança nasce, mas Bella não resiste e morre, mesmo Edward a mordendo e por injeções injetando seu veneno. 

Só depois de considerada morta, Bella começa a se transformar em uma vampira. Ela descobre que pode controlar seus desejos por sangue melhor do que se esperava de um vampiro recém-criado. A criança é uma menina, diferente do que Bella pensava, e recebe o nome de Renesmee (junção dos nomes Renée e Esme) Carlie (junção dos nomes Charlie e Carlisle) Cullen. Jacob não aguenta ouvir Emmett e Rosalie falando a todo momento sobre se mudar e percebe que o maior problema é Charlie. Sendo assim, conta ao pai de Bella, sobre o mundo sobrenatural. Charlie pede a Jacob que não o conte todos os detalhes, só o necessário. Jacob sofre imprinting com Renesmee (que é algo mais forte que o amor entre almas gêmeas, que ele descreve "como se o centro de gravidade deixasse de ser Terra e passasse a ser Renesmee", no caso dele). 

Alice vê que os Volturi estão vindo para matar Renesmee, acreditando que ela era uma criança que havia sido transformada em vampiro - algo estritamente proibido -, por causa do depoimento de Irina Denali. Alice vai embora com Jasper logo depois. Carlisle, Esme, Rosalie e Emmett viajam para chamarem todos os vampiros que conhecem, com a intenção de fazer os Volturi pararem para ouvir a real explicação da origem de Renesmee. Todos esperam na mansão Cullen até que os Volturi chegam. Bella descobre que tem o poder de criar um escudo em volta de si, e protege a família e amigos durante o confronto. Irina é morta por Caius, que não aceitava que não houvesse batalha. 

Quando os Cullen, seus amigos, os Lobisomens e os Volturi estão frente a frente e a batalha parece iminente, Alice aparece, trazendo outro meio-vampiro meio-humano para provar que não há problema em deixar Renesmee viver. Os Volturi, com um pouco de relutância, vão embora. No fim, tudo acaba bem.

Amar Verbo Intransitivo (Mário de Andrade)


Este romance é definido pelo autor como Idílio (s. m. Pequena composição poética, campestre ou pastoril; amor simples e terno; sonho; devaneio.) e abusa das técnicas modernas, usando uma linguagem coloquial, perto do falar brasileiro (por exemplo, começando frases por pronomes oblíquos), sem capítulos definidos, prosa telegráfica, expressionismo, construído através de flashes, resgatando o passado ou fixando o presente. 

Publicado em 1927, o Idílio causou impacto. Desafiou preconceitos, inovou na técnica narrativa. 

Sem nenhum preâmbulo, Souza Costa e Elza surgem no livro. Souza Costa é o pai de uma típica família burguesa paulista do início do século. Elza, uma alemã que tinha por profissão iniciar sexualmente os jovens: Professora de amor. 

Souza Costa contrata os "serviços" de Elza (que por todo o livro é tratada por Fraulein - senhora em alemão) com o intuito de que seu filho inicie sua vida sexual de forma limpa, asséptica, sem se "sujar" com prostitutas e aproveitadoras. Ela afirma naturalmente que é uma profissional, séria, e que não gostaria de ser tomada como aventureira. Oficialmente, Fraulein seria a professora de alemão e piano da família Souza Costa. 

Carlos aparece brincando com as irmãs, ainda muito "menino". Fraulein se ressente por não prender a atenção de Carlos no início, ele era muito disperso, mas gradualmente vai envolvendo-o na sua sedução. Eles tinham todas as tardes aulas de alemão e cada vez mais Carlos se esforçava para aprender (o alemão) e aguardava ansioso as aulas. 

Fraulein, em momentos de devaneios, criticava os modos dos latinos, se sentia uma raça superior, admirava e lia incessantemente os clássicos alemães, Goethe, Schiller e Wagner. Compreendia o expressionismo, mas voltava à Goethe e Schiller. A esposa de Souza Costa, vendo as intimidades do filho para com ela, resolve falar com Elza e pedir para que deixem a família. Fraulein esclarece seu propósito de forma incrivelmente natural, e após uma conversa com o marido, a mãe decide que é melhor para seu filho que ela continuasse com suas lições. 

O livro é permeado de digressões. Mário de Andrade frequentemente justifica alguns pontos (antes que o critiquem), analisa fatos, alude à psicologia, à música e até mesmo à Castro Alves e Gonçalves Dias. Mário compara a vida dos estrangeiros nos trópicos, entre Fraulein e um copeiro japonês. Mostra a dicotomia de pensamento de Fraulein entre o homem-da-vida (prático, interessado no dinheiro do serviço) simbolizado por Bismarck - responsável pela unificação da Alemanha em 1870 à ferro e fogo e Wagner, retratando o homem-do-sonho. O homem-do-sonho representa seus desejos, suas vontades, voltar a terra natal, casar e levar uma vida normal. Mas quem vence em Fraulein é o homem-da-vida, que permite que ela continue o serviço sem se questionar. 

Carlos após ter tido a aula mestra, começa a viciar-se em "estudar". Certamente a didática de Fraulein era muito boa. Era tempo para Fraulein se despedir, tendo este trabalho concluído. Ela sabia que os afastamentos eram sempre seguidos de muitos protestos e gritos. Souza Costa surpreende Carlos com Fraulein (tudo já armado) e utiliza-se deste pretexto para separá-los. Carlos reage, defende Fraulein, mas fica aturdido diante do argumento do pai: e se ele tivesse um filho? Ainda relutante, ele deixa-a ir. 

Depois de algumas semanas apático, Carlos volta a viver normal. O livro acaba, mas continua. Escreve Mário de Andrade - "E o idílio de Fraulein realmente acaba aqui. O idílio dos dois. O livro está acabado. Fim. (...) O idílio acabou. Porém se quiserem seguir Carlos mais um poucadinho, voltemos para a avenida Higienópolis. Eu volto." 

Após se recuperar, Carlos avista acidentalmente Fraulein, já em um novo trabalho, e apenas saudou-a com a cabeça. A vida continua para Carlos. Fraulein ainda iria seguir com 2 ou mais trabalhos para voltar à sua terra.

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Tudo o que vi e vivi (Rosane Malta)


João Alvino mata Brandão, pai de Rosane Malta, nordestina e alagoana foi o primeiro prefeito da cidade Canapi. Ele fora eleito em 1962. Rosane o definia como um homem calmo e que ajudava os outros. 

Rosane era uma garota normal como todas da sua idade, estudiosa e tinha horários estabelecidos para chegar de alguma festa em casa. Um dia em uma dessas festas, ela conheceu Fernando, ela tinha 15 e ele 30. Ele disse para ela que ela era a garota mais bonita da festa. 

Depois disso os dois começaram um namoro, mas tão logo o pai dela soube, ele foi procurá-la para se opor ao namoro, obrigando-a a se separar de Fernando, caso contrário, ela seria internada em um colégio interno. E assim, Rosane terminou o namoro e então conheceu Marcelo, um garoto em que ela chegou a namorar por quatro anos. 

Passado um tempo, ela terminou com Marcelo e voltou a namorar Fernando. Logo, logo, Fernando foi à casa de Rosane e pediu ao pai dela a filha em casamento. O pai não queria por ela ainda ser muito nova, mas com a insistência dos dois, acabou cedendo e o casamento aconteceu em 1984. 

No começo a rotina dos dois era diferenciada e eles até tiveram alguns conflitos por causa disso. E Fernando não se dava bem com a família dele, principalmente com o irmão dele, o Pedro, casado com Thereza, essa a qual Rosane também não gostava pois achava que ela era apaixonada por Fernando. 

Porém Fernando gostava mesmo é de Rosane e era muito atencioso, sempre lhe oferecendo surpresas e presentes, como um carro de luxo fabricado no Brasil, o “Landau” e ainda um relógio, o “Rolex de ouro’, todo cravejado com diamantes. 

Fernando conseguiu dinheiro para a sua campanha ao governo de Alagoas, quando Paulo César Farias, o PC, chegou para ser o caixa da campanha. Fernando montou uma pequena produtora para si, contratando a agência do publicitário Duda Mendonça. Rosane diz que Fernando realmente, ao contrário dos outros políticos gostava mesmo do povo e se preocupava com eles, e isso era realmente de verdade, segundo ela. 

Fernando foi eleito governador e sua próxima meta seria ser presidente! Um fato contribuiu para a eleição de Fernando: Fernando apareceu como um personagem novo, com ideias diferentes para um país cansado das mesmas caras e com desejos de mudança. Pc Farias era o braço direito de Fernando.

Porém durante a campanha, Fernando ficou sabendo que o empresário Silvio Santos, dono do SBT, estaria no páreo, também disputando a campanha pela presidência. Fernando ficou louco de raiva e acabou recorrendo a magia negra. Para se ver livre do concorrente, Fernando encomendou um trabalho com a mãe de santo Maria Cecília da Silva, e coincidentemente ou não, a candidatura de Silvio Santos foi impugnada pelo Tribunal Superior Eleitoral. 

Depois de Presidente do Brasil, Fernando e Rosane foram morar na Casa da Dinda, uma casa pertencente à mãe de Fernando, dona Leda. Eles passaram a ter muitos compromissos, viagens e eventos. Rosane conta maravilhada das viagens, das pessoas políticas dos países em que passaram e que ela gostara muito como Fidel Castro em Cuba e a princesa Diana, esposa de Charles na época.

Rosane se formou em administração de empresas e trabalhava na LBA, entidade criada por Darcy Vargas, esposa de Getúlio Vargas para ajudar as famílias de soldados que serviram na segunda guerra mundial. Logo Rosane se tornou a presidente da LBA. Houve muitas irregularidades contra a LBA, mas Rosane se diz inocente, sem nunca ter tido conhecimento.

Em 16 de março de 1990, Fernando e sua ministra da Fazenda Zélia Cardoso de Mello anunciaram o plano econômico para reestruturar a economia: eles abririam a economia do país facilitando as importações. E haveria uma nova moeda, o cruzeiro. Mas Rosane diz que não sabia que haveria o confisco da poupança. . O confisco pretendia reduzir a quantidade de moeda circulando no mercado e, assim, conter os preços. 

Fernando já começou a sofrer incredibilidade quando Zélia começou a escancarar um namoro com outro ministro casado. Depois, em 1990, começaram rumores de que havia irregularidades na participação do ex-tesoureiro Paulo César Farias. Renan Calheiros também fez ataques ao vínculo de Collor com PC. E nessa fase em que Pedro já tinha muita inveja de Fernando, houve o começo da maior briga entre os irmãos. Fernando resolveu criar o seu próprio jornal A Tribuna de Alagoas concorrendo com o jornal da família Collor. O caçula temia que a Tribuna tomasse o mercado e os funcionários da Gazeta, e cobrava do irmão uma postura enérgica, pois sabia que PC era seu braço direito. Fernando se negou a fazer qualquer coisa, o que deixou Pedro furioso. E os irmãos brigavam até que Dona Leda pediu a Pedro que parasse. Como o filho não aceitou, ela o destituiu do comando das empresas. 

Uma semana depois, a revista Veja publicou uma entrevista e trechos de declarações que Pedro gravou em um vídeo contra Fernando e PC. Nesse vídeo ele acusou PC de fazer negócios para sustentar a campanha de Fernando. E depois com Fernando já presidente, Pedro disse que Fernando tinha um apartamento em Paris, disse que alguma fonte do PC pagava as contas pessoais de Fernando, disse que o PC pagava com cartões de crédito as contas da primeira dama Rosane Collor. Disse ainda que Fernando usava drogas como a cocaína e o induziu a usar também na adolescência. Isso se transformou em um escândalo nacional. 

A situação ficou ainda mais complicada quando Eriberto Freire França, motorista que servia a presidência, deu uma entrevista para a revista Isto É contando que havia uma conta fantasma movimentada por Ana Acioli, secretária de Fernando, com dinheiro de PC para pagar as contas da Casa da Dinda. Dona leda ficou tão nervosa com o filho Pedro que tomou até um medicamento errado, tendo como consequência parada cardíaca e sendo internada em uma UTI. 

E o povo começou a se vestir de preto indo para as ruas com muitas manifestações. Quando houve a votação na câmara, foi 441 votos a 38, e a Câmara determinou o “afastamento temporário do presidente” e autorizou o Senado a abrir um processo contra ele por crimes de responsabilidade. Quando Fernando chegou em casa, chorou e chorou muito. 

Com o afastamento de Fernando, Itamar Franco, seu vice, tomou posse. No dia estabelecido para a sessão de impeachment, Rosane diz que convenceu Fernando a renunciar, o qual foi feito por carta uma hora depois da sessão ter começado. Apesar da renúncia, o Congresso deu continuidade ao julgamento e Fernando ficou inelegível por oito anos. 

Depois disso Fernando ficou depressivo, e também se enfureceu quando o deputado Cleto Falcão dera uma entrevista à revista Veja, em que afirmava receber ajuda de “amigos” para cobrir o alto custo de vida de Fernando, que incluía uma casa à beira do Lago Norte com píer, jet-skis e ovelhas. Na reportagem publicada pela revista, o líder do PRN na Câmara deu o nome de um desses “amigos”: Paulo César Farias. 

Em dezembro de 1994, Pedro Collor faleceu por causa do câncer no cérebro que ele tinha. 

Um tempo depois o Supremo Tribunal Federal absolveu Fernando das acusações de corrupção passiva. Em uma viagem do casal para Miami, Fernando ficou sabendo que dona Leda morrera, pois ela já estava inconsciente no hospital desde a briga com os irmãos. 

Em um dos passeios em Taiti, Fernando e Rosane ficaram sabendo da morte do PC Farias no Brasil. Em junho de 1993, com sua prisão preventiva decretada, PC fugira da Polícia Federal para a Argentina. Meses depois, foi encontrado por um repórter em Londres, ocasião em que chegou a dar uma entrevista para o Jornal Nacional, da TV Globo. Novamente, PC teve sua prisão preventiva decretada, dessa vez pela polícia britânica, mas fugiu para Bangcoc. Foi finalmente capturado no fim daquele ano por policiais tailandeses e levado de volta ao Brasil, onde ficou preso primeiro em Brasília e depois em Maceió. Enquanto estava preso, sua mulher, Elma, morreu. Um pouco antes disso, ela dera uma entrevista afirmando que de todo o dinheiro captado pelo marido nas negociações ilícitas durante o governo Collor, 30% ficava para PC e 70% com o “chefe”, se referindo a Fernando.

Meses depois de ficar viúvo, ainda na prisão, PC conheceu Suzana Marcolino, uma garota que foi levada até ele por uma de suas funcionárias. Os dois começaram a namorar. Quando foi libertado, em dezembro de 1995, ele e a moça foram viver juntos. Parece que tudo ia bem até que PC conheceu outra mulher e Suzana teve ciúme. No dia 23 de junho, o casal foi encontrado morto sobre a cama de PC na casa de praia dele, em Guaxuma, Maceió, cada um com um tiro. O julgamento que pretendia solucionar a morte dos dois levou dezessete anos para ser concluído e, ainda assim, nunca se chegou a um culpado. 

Fernando e Rosane voltaram para o Brasil e alugaram uma casa em São Paulo. Com isso, precisavam comprar outra casa e Fernando vendeu a casa de Miami que estava no nome dos dois. Rosane pedira antes que Fernando lhe desse a metade do dinheiro da casa e Fernando concordou. 

Em 12 de outubro de 1992, um helicóptero que fazia um voo entre São Paulo e Angra dos Reis (RJ) caiu e desapareceu no mar. Dentro dele estavam o deputado Ulysses Guimarães e sua mulher, além de outros passageiros e, claro, o piloto. Apesar de todas as buscas, o seu corpo nunca foi encontrado. Fernando achou que Ulisses recebera de volta o mal que fizera a ele. 

Rosane passou por uma fase de depressão, ainda mais quando sua mãe veio a falecer. E o relacionamento entre ela e Fernando já estava “por um fio”. E isso veio a se complicar ainda mais quando Fernando revelou que quando se casou com Rosane (ela era de menor), ela assinou documentos sem saber em que abria mão de tudo o que era dele, ou seja, eles se casaram com separação total de bens! 

Um dia, mesmo muito chateada com Fernando, Rosane viajou para fazer uma surpresa à ele. Chegando lá, disseram que Fernando havia ido para o Recife. Depois disso Rosane nunca mais viu Fernando. Este arrumara uma outra mulher a qual já estava dormindo com ela e mandou entregar em Maceió as coisas de Rosane em um caminhão (exceto as joias) que ela tinha. Fernando ainda limpara as contas de Rosane e bloqueara todos os seus cartões de crédito. 

Depois de todos esses golpes, Rosane se afundou ainda mais em depressão. Durante alguns meses, ela só chorava, gritava: Por que isso está acontecendo, meu Deus? Rosane sofria muito ao ponto de ter tomado vários remédios para se matar. Por sorte ela sobreviveu e nesse tempo aceitou Jesus em uma igreja evangélica. 

Desde a separação os jornalistas queriam saber para onde foram o dinheiro que Paulo César Farias tinha enviado ao exterior. Na época ele foi acusado de cobrar muito dinheiro de empresários para que eles pudessem conquistar ou manter contratos com o governo. Segundo as estimativas mais exageradas, ele teria enviado para o exterior 1 bilhão de dólares que foram angariados dessa maneira. Avaliações mais ponderadas falam em 400 milhões de dólares, ainda assim uma quantia considerável. PC foi condenado em 1994 por sonegação fiscal e falsidade ideológica, mas foi absolvido da denúncia de corrupção. No total, ele passou um ano e meio na cadeia. Fernando, porém, foi absolvido de todas as acusações. Rosane se diz ter sido sempre ingênua e desconhecer qualquer conta fantasma, que nunca procurava saber desses assuntos. 

Já fazem dez anos (atuais) que Rosane e Fernando vivem em uma separação litigiosa. Ela lutando por seus direitos que tem por ter ajudado Fernando por muitos anos com apoios e tudo mais, ela se justifica que ainda era casada com Fernando quando ele comprou as ações de sua família, a Organização Arnon de Mello, e por aí vai... 

Até os últimos dias com Fernando Rosane presenciara Fernando que continuava com a mãe de santo Maria Cecília, que fazia trabalhos com matanças de animais até mesmo onde moravam, diante da piscina. 

Fernando se elegeu senador em 2006 e suas empresas vão muito bem, está riquíssimo. Mas Rosane diz que Fernando parece ainda gostar dela e que casou novamente sem amor pois não a deixa em paz, enquanto para ela essa história se acabou de vez! 

Rosane termina o livro dizendo que seu objetivo é lutar pelos seus objetivos e ajudar mulheres que também passam por esse tipo de problema. O livro termina também com várias fotografias de Rosane em família, amigos e inclusive com Fernando!